Romã

Nutrientes e benefícios

Fibra
Fibra
Reduz a absorção de colesterol, regula o trânsito intestinal e promove a saciedade.
Manganês
Manganês
Contribui para a manuteção dos ossos e tecidos conjuntivos.
Potássio
Potássio
Regula o normal funcionamento dos rins, coração e músculos. Responsável pelo crescimento celular.
Vitamina B2
Vitamina B2
Papel importante no metabolismo de gorduras, proteínas, fármacos e esteróides. Relevante na produção de energia e no crescimento.
Vitamina B6
Vitamina B6
Reduz o cansaço e a fadiga. Participa na produção de anticorpos. Contribui para o normal funcionamento do sistema imunitário, nervoso, e também para a formação normal de glóbulos vermelhos.
Vitamina C
Vitamina C
Protege as células dos danos causados pelos radicais livres. Potencia o normal funcionamento do sistema imunitário e a cicatrização de feridas. Reduz cansaço e fadiga. Promove a absorção de Ferro.

Descrição

A romã, como as tâmaras e o figo, foram das primeiras frutas a serem cultivadas para alimentação há 5000 mil anos pelos Árabes. Hoje faz parte da dieta mediterrânica, por ser pouco calórica, pelos benefícios antioxidantes e pela longa conservação. O fruto é de casca grossa, geralmente vermelha, com bagos sumarentos vermelhos vivos, doces e ricos em água. O nome de romã vem do latim onde era “maçã romana”, e simbolizava fertilidade.

Como escolher/Conservar

As romãs são colhidas maduras. As do sul da Europa têm a casca amarela. As de outras origens têm a casca vermelha brilhante. Prefira romãs roliças, brilhantes e pesadas para o seu tamanho. Pode guardá-las no frigorífico.

Como consumir

Pudim de graviola com frutas exóticas (Vegan)
Sangria com romã
Chá de Romã

Curiosidades

O seu nome tem origem em “Maçã com muitas sementes”. As romãs são da família das bagas.

Sazonalidade

  • JAN

  • FEV

  • MAR

  • ABR

  • MAI

  • JUN

  • JUL

  • AGO

  • SET

  • OUT

  • NOV

  • DEZ