Pitaya Vermelha

Nutrientes e benefícios

Cálcio
Cálcio
Mantém os ossos saudáveis. Auxilia o sistema circulatório e no relaxamento dos músculos. É vasodilatador e ajuda a manutenção do ritmo cardíaco.
Ferro
Ferro
Ajuda no crescimento e desenvolvimento celular. Importante para o nosso corpo criar hemoglobina, transportando oxigénio para todo o corpo e reduzindo fadiga.
Fósforo
Fósforo
Ajuda na formação óssea. Trabalha na formação do ADN e RNA.
Vitamina C
Vitamina C
Protege as células dos danos causados pelos radicais livres. Potencia o normal funcionamento do sistema imunitário e a cicatrização de feridas. Reduz cansaço e fadiga. Promove a absorção de Ferro.

Descrição

A planta da pitaya vermelha é da família dos catos. É também conhecida por fruto do dragão ou dragonfruit. Tem um sabor suave a melão e kiwi. A sua pele é vermelha e quando está madura é fácil de descascar como uma banana. A polpa é branca com sementes pretas comestíveis. É rico em água e absorve facilmente sabores de outras frutas, sendo perfeito para saladas. O seu aspeto é tão exótico que só por si conquista uma mesa, seja o fruto inteiro, ou partido ao meio. Habitualmente maior do que a pitaya amarela.

Como escolher/Conservar

Se a casca ainda se encontrar um pouco verde, o fruto pode amadurecer à temperatura ambiente. As folhas devem ser de um verde brilhante. Quando maduras, mantenha as pitayas no frigorífico e coma-as dentro de alguns dias.

Como consumir

Salada de pitaya vermelha com camarão e com queijo cabra
Salada de frutas com pitaya vermelha
Limonada de pitaya vermelha

Curiosidades

A pitaya só floresce de noite e só precisa de uma noite de polinização para dar fruto. Os franceses introduziram a pitaya vermelha no Vietname há cerca de cem anos. Começaram a ser cultivadas para o rei e mais tarde para as famílias abastadas do Vietname.

Sazonalidade

  • JAN

  • FEV

  • MAR

  • ABR

  • MAI

  • JUN

  • JUL

  • AGO

  • SET

  • OUT

  • NOV

  • DEZ